3962

Imóveis à venda em Santo Amaro em São Paulo, SP

Santo Amaro, São Paulo - SP

Santo Amaro, São Paulo - SP

  • 250
  • 3 quarto
  • 3 vagas
Sobrado à venda localizado entre o Shopping Morumbi e Consulado Americano e a uma quadra da Avenida Dr. Chucri Zaidan, imóvel com uma área útil de 250,00 m², distribuídos da seguinte forma: Pavimento inferior: sala ampla, 01 sala de jantar, 01 sala/escritório, 01 copa e cozinha conjugada. Na parte superior: 01 suíte e closet, 01 quarto/closet com armários, 01 amplo quarto, 01 banheiro. Nos fundos: edícula sendo 01 quarto e wc / empregada, lavanderia. Garagem para 03 veículos com portão automático. Agende uma visita! www.shprime.com.br Os melhores imóveis de São Paulo com os melhores corretores especialistas, agende uma visita e conheça uma de nossas unidades. Sh Prime Imóveis
Santo Amaro, São Paulo - SP

Santo Amaro, São Paulo - SP

  • 72
  • 3 quarto
  • 1 vaga
Apartamento à venda de 71 m², com 03 dormitórios, sendo 01 suíte, cozinha repleta de armários, banheiro de empregada, lavanderia, sala dois ambientes, sacada, banheiro social e uma vaga de garagem. Condomínio com piscina adulto e infantil, salão de jogos, brinquedoteca, academia, 2 salões de festas e bicicletários. Ótima localização, em Interlagos, próximo a supermercados, bancos e comércios em geral,Jabaquara é um distrito do município de São Paulo, no Brasil, fundado em 1964. Localiza-se na zona centro-sul do município. Conta com duas estações de Metrô (Jabaquara[1] e Conceição[2]) e uma rodoviária.[3] Conta atualmente com mais de 220 000 habitantes. Possui diversos registros históricos no cultivo de flores selvagens desde 1953, quando a Abaparia Capensis (tulipa-do-inverno) era sua principal fonte de renda,O nome do distrito tem sua origem no tupi e significa "toca da fuga", através da junção dos termos îababa (fuga) e kûara (toca). Provavelmente, uma alusão a antigos quilombos que deveriam existir na região.[4] História O sítio da Ressaca foi construído no século XVIII e tombado no ano de 1972. Três anos depois, o projeto CURA (Comunidade Urbana de Recuperação Acelerada) transformou o Jabaquara em área-piloto, com a restauração iniciada em 1978 e retomada em 1986, após um incêndio. O local, alguns anos depois, passou a abrigar o Acervo da Memória e do Viver Afro-Brasileiro, que reúne objetos referentes à presença dos negros em São Paulo. Até o início do século XVII, a região era ocupada apenas pelos viajantes que se dirigiam a Santo Amaro e à Borda do Campo. A partir dessa época, a região começou a ser procurada por fazendeiros e sitiantes que passaram a abrir estabelecimentos agrícolas e comerciais. Contudo, começou a popularizar-se apenas a partir do final do século XIX, quando a prefeitura decidiu instalar o parque do Jabaquara, utilizado para passeios e piqueniques. Entre os anos de , circularam, pela região, os trens a vapor de uma pequena ferrovia que ligava a Vila Mariana a Santo Amaro e cujos trilhos foram implantados sobre uma via do antigo caminho do Carro (via de ligação entre São Paulo e Santo Amaro após atravessar os atuais distritos do Campo Belo e do Brooklin). Em 1906, a São Paulo Tramway, Light and Power Company implantou uma linha de bondes que passava ao largo da região, pois seguia em um trajeto que ia desde a rua Tutoia, na vila Mariana, até o centro de Santo Amaro. O primeiro loteamento do Jabaquara aconteceu na vila Santa Catarina entre . Até o final da década de 1920, boa parte da região era escassamente povoada, com chácaras esparsas em meio a extensas superfícies não ocupadas. Uma região sem grande urbanização e com grandes características rurais até então. O desenvolvimento e a urbanização vieram apenas no final da década de 1920, com a criação da Avenida Washington Luís, ligando a mais desenvolvida vila Mariana aos loteamentos...
R$ 480.000 - Condomínio: R$ 600
Buscar imóveis