Sou Corretor de Imóveis

Facebook Sou Corretor de ImoveisTwitter Sou Corretor de ImoveisIn Sou Corretor de ImoveisYoutube Sou Corretor de ImoveisNewsLestter Sou Corretor de Imoveis

Facebook Sou Corretor de ImoveisTwitter Sou Corretor de ImoveisIn Sou Corretor de ImoveisYoutube Sou Corretor de ImoveisNewsLestter Sou Corretor de Imoveis

Blog Sou Corretor de Imóveis

Blog

Blog (294)

Blog

24
Mai2013

Bom, já que o Papa escolhido é argentino, que tal deixar a cisma contra os "hermanos" de lado e ir explorar Buenos Aires na próxima folga? Com cerca de R$ 1 mil por pessoa é possível aterrissar em terras portenhas e curtir o que há de melhor por lá.

23
Mai2013

Especialistas: multa para atraso na entrega de imóveis pode melhorar o mercado

Reprodução: Jornal do Brasil

Órgãos de defesa do consumidor cobram punições mais pesadas e construtoras minimizam atrasos

A lei que estabelece multa para as construtoras que atrasam a entrega de imóveis, aprovada nesta terça-feira (21), tem potencial de disciplinar o mercado imobiliário, afirmam os especialistas ouvidos pelo Jornal do Brasil. 

23
Mai2013

O período para declaração do Imposto de Renda (IR) já começou e o documento deve ser enviado para a Receita Federal do Brasil (RFB) até o dia 30 de abril. No entanto, é preciso ficar atento às informações para não ser pego na malha fina.

E se você, corretor de imóveis, for receber a restituição, aproveite as dicas do consultor financeiro, Dori Boucault, sobre as melhores alternativas para aproveitar essa graninha extra que está por vir. Anote as dicas e se programa para não comprometer o orçamento doméstico.

Se o seu desejo é investir, Dori orienta que - antes de tudo - seja feito um levantamento de todas as suas dívidas. “É importante pagar o que está pendente primeiro. Caso você não tenha nada que te comprometa, aplique o dinheiro na poupança ou num fundo de investimentos. Mas fique atento às taxas de cada banco porque elas variam muito e podem acabar com seu rendimento”, explica.

Para quem está com muitas dívidas e não sabe quais devem ter prioridade na hora de liquidar, opte por aquelas que possuem os juros mais altos. Segundo o especialista, o ideal é eliminar logo de cara as pendências de cartões de crédito e cheque especial. "Eles possuem juros astronômicos, por isso, elimine-os o mais rápido possível”, orienta.

Aqueles que pretendem usar esse dinheiro no orçamento doméstico, vale destinar o dinheiro para pagar, inicialmente, as contas mensais, como luz, água, telefone, aluguel etc. Dori ensina ainda que quando tudo isso já tiver sido pago, "pense em abater as contas variáveis como escola e cursos”.

Outro cuidado que se deve ter é com os empréstimos. "Algumas pessoas caem numa cilada quando pegam empréstimos antecipados. Por isso, tenha muita atenção nessa hora porque se pegar uma quantia no banco você precisa estar ciente de que vai pagar juros", afirma.

Para concluir, Dori ressalta a importância de não contarmos com o dinheiro "no caixa" antes do tempo. "Você também precisa contar com a possibilidade do seu imposto de renda cair na malha fina e esse dinheiro sair muito tempo depois”, alerta o consultor financeiro.

Então, nada melhor do que planejar o orçamento e contar com essa graninha extra da restituição só depois que ela estiver liberada na conta bancária!

Foto: reprodução

 

 

 

21
Mai2013

Quatro suítes, seis vagas na garagem, e, no mínimo, 500 metros quadrados são características dos apartamentos mais valiosos da cidade de São Paulo. E alguns deles, acreditem, já custam mais que alguns castelos europeus.

Na França, por exemplo, um castelo pronto para morar custa R$ 6 milhões e um sem reformas sai por R$ 3 milhões, segundo imobiliárias francesas. Enquanto na cidade de São Paulo é possível encontrar o metro quadrado por R$ 20 mil.

Isso porque nós últimos meses, os preços dos castelos franceses caíram cerca de 15%, segundo a corretora de imóveis Emile Garcin. A crise e as medidas fiscais tomadas pelo atual governo provocaram a saída de numerosos afortunados, que se desligam de suas propriedades.

Por outro lado, o mercado imobiliário brasileiro está com tudo! Quer ver só? Confira aqui alguns dos edifícios mais caros da cidade de São Paulo:

L’ Essence Vnc: O prédio mais caro da capital paulista fica no bairro da Vila Nova Conceição está pronto há pouco mais de oito anos e possui apartamentos de cinco dormitórios e 726 metros quadrados. O preço mínimo é de R$ 17,9 milhões e chega a R$ 24,3 milhões. A cobertura está avaliada em R$ 40 milhões.

Maison Madeleine: Também na Vila Nova Conceição e entregue há quatro anos, o Maison conta com apartamentos de 634 metros quadrados e cinco dormitórios com o valor médio de R$ 17,9 milhões. O metro quadrado chega a R$ 28.000. O apartamento mais em conta desse edifício sai por R$ 15,2 milhões e a cobertura em torno de R$ 20 milhões.

Franz Schubert: Localizado no segundo bairro mais valorizado de São Paulo, o edifício, que foi inaugurado em 2008, tem o metro quadrado de R$ 8.675 e os apartamentos possuem 621 metros quadrados, quatro suítes e oito vagas na garagem. O valor médio de um apartamento nesse empreendimento é de R$ 17,6 milhões e chega à casa dos R$ 20,5 milhões.

Fontes: Exame.com e jornal A Crítica

20
Mai2013

“Era o ano de 1987 e eu trabalhava na extinta Companhia Paulista de Estradas de Ferro, em Rio Claro, interior de São Paulo. Havia me formado em advocacia em 1983. Era uma vida dura, pois o salário não era lá estas coisas. Era empregado misto - estatal e iniciativa privada -, sem muitas regalias. Viajava muito e não tinha tempo para nada. Um dia resolvi pedir demissão e fui enfrentar concorrência na área jurídica.

Não foi fácil. Dividia meu escritório na Avenida 7, com um dentista que tinha chegado de Alfenas, Minas Gerais, e ambos ficavam na porta do prédio tentando nos identificar. Eu como advogado e ele como dentista. Vida difícil aquela, sem clientes e muitas contas para pagar. Aluguel vencendo e nenhum dinheiro em caixa.

Certo dia passou em meu escritório um amigo que me convidou para ser corretor de imóveis. Profissão nova e eu não tinha muitos conhecimentos na área imobiliária. Mas como sempre gostei de desafios, aceitei o convite. Eu e meu colega fizemos a matrícula na Escola Colibri, que naquela época ficava no Rio de Janeiro.

Passamos a receber os materiais via Correios e começamos a estudar. Era um ano de mudanças em minha vida. Passados os tempos de estudos, fomos convocados a prestar exames de suficiência na cidade de Goiânia, que naquela época não tinha mais o glamour de outros tempos.

Saímos de Rio Claro numa sexta feira, fomos até o entroncamento da Rodovia Anhanguera, em Limeira, e lá pegamos o ônibus para a capital de Goiás. Chegamos ao meio dia e fomos para o hotel. O lugar era chique, de primeira linha e lá ficamos até sábado, quando fomos pra uma escola estadual fazer as provas. Voltamos ao hotel para descansar e continuamos à tarde.

No domingo de manhã completamos o ciclo de matérias e depois do almoço embarcamos de volta a Rio Claro. Viagem dura, mas divertida, por havia muitos rioclarenses que, hoje em dia, são amigos corretores, que aliviavam o sofrimento do percurso.

Depois de mais ou menos três meses recebemos a notícia de que havíamos passado nos exames. Foi uma alegria! Tirei meu CRECI e passei a exercer esta nobre e gratificante profissão na qual estou até hoje, onde divido meu tempo com a advocacia, afinal um está dentro do outro em matéria do Direito de Propriedade e outras ações.

Essa é minha história e fico feliz em poder compartilhar este momento com todos.

Que Deus os proteja.”

Foto: Reprodução

19
Mai2013

O trabalho do corretor de imóveis é vender ou alugar imóveis, sejam eles novos ou semi-novos e isso requer muita habilidade, técnica de vendas e foco nos clientes.  

É importante que o profissional tenha sempre em mente que ele não está vendendo apenas uma casa ou um apartamento para alguém, e sim, o sonho da pessoa, de morar em uma casa maior, mais confortável.

Mas se você está começando na área isso não parece tão fácil assim. Tenha em mente que o profissional deve, em primeiro lugar, entender todas as necessidades e pedidos do possível comprador, para assim criar estratégias eficientes e alcançar o sucesso desejado na negociação.

Confira mais dicas para você se dar bem na hora da venda:

Primeiro passo: Esse é o momento em que o cliente entra em contato com a imobiliária e seus corretores. E é importante que nessa primeira fase você anote todos os dados do cliente e envie uma apresentação rápida e precisa do lugar em que você trabalha.

Segundo passo: Converse com o interessado no imóvel e veja com ele todas as necessidades e tudo o que deseja em um empreendimento. É importante também que pergunte quais os bairros em que a pessoa deseja morar, o número de cômodos que deseja, sem esquecer o valor que pretende pagar e se fará algum financiamento.

Terceiro passo: Apresentar o imóvel é a etapa em que o possível comprador mais enfatiza sua necessidade e a forma que ele procura supri-la. Aproveite o momento para perceber suas ações e reações do ambiente e fazer perguntas para 'captar' se o imóvel tem as características do que ele está procurando.

Quarto passo: Na hora da negociação, o cliente, provavelmente, fará objeções. Então, para sair dela foque no imóvel que a pessoa mais se identificou, ressaltando as principais características.

Quinto passo: O corretor de imóveis não pode deixar de levar todas as negociações de forma bem humorada e leve. Com isso é possível conquistar um cliente e garantir uma ótima venda.

Os mais experientes sabem que, quando o trabalho é bem feito e com qualidade você consegue fidelizar um cliente que, por sua vez, pode te indicar para futuras negociações.

Fontes de pesquisa: Super Vendedores

Fotos: Reprodução

18
Mai2013

Os corretores de imóveis trabalham todos os dias num ambiente extremamente competitivo e evolutivo. No entanto, para evitar stress e aumentar os ganhos é importante sempre se preocupar em evitar erros na hora da venda. Isso porque, em alguns casos, esses deslizes são fatais!

Confira aqui os erros mais comuns que podem ser evitados:

* Uma situação chata é aquela que o corretor começa a deduzir o que o cliente está pensando, antes mesmo dele falar qualquer coisa. Na maioria das vezes o vendedor não sabe o que a pessoa quer de fato e corre o risco de gerar uma frustração e quebrar a confiança nessa relação de compra e venda.

* Não saber ouvir também é um erro fatal. É importante que em todo o processo o vendedor saiba escutar tudo o que o cliente tem a dizer a respeito do imóvel que procura. Estimule sempre o comprador a comentar esses detalhes, assim você aumenta as chances de obter sucesso.

* Falar demais também faz com que suas chances diminuam as chances da venda ser fechada.

* O superego pode matar sua venda logo no início. O corretor que se acha demais e quer aparecer mais que o cliente, fala muito sobre si e suas conquistas, esquece do principal foco: os desejos de quem está interessado em comprar algo. Um verdadeiro tiro no próprio pé.

* A falta de preparo é um dos erros mais comuns e também os mais frustrantes para o comprador que, na maioria das vezes, procura um corretor porque precisa de informações mais detalhadas sobre o imóvel. O vendedor precisa tirar suas dúvidas e potencializar o desejo de compra do interessado.

Fonte: Administradores.com

Fotos – Reproducão

17
Mai2013

Salvador pode ser um bom destino para descansar depois de um fim de semana de muitas vendas no mercado imobiliário. E não pense que o local pode ser bem aproveitado apenas no verão, pois é possível curtir o friozinho para se esquentar numa cidade repleta de atrativos. Um programa ideal para dois ou três dias de folga, em qualquer época do ano!

02
Mai2013

Garantir que o sonho da casa própria venha acompanhado de uma vista maravilhosa e definitiva nem sempre é compatível com a realidade. Com o passar dos tempos, novas realidades urbanas acabam por provocar mudanças em leis de uso e ocupação do solo, tirando a paisagem das janelas de casas e apartamentos. Mas a falta de atenção e de informações na hora de escolher o imóvel podem também ser responsabilizadas na menor valorização num futuro nem tão longínquo.

02
Mai2013

Foi com um clima de total profissionalismo e responsabilidade que os 16 novos agentes de fiscalização contratados pelo Conselho foram recebidos nos quadros da entidade. Após terem sido aprovados em um processo de seleção pública, os fiscais passaram por duas semanas de treinamento, atualizando seus conhecimentos a respeito da legislação específica da corretagem de imóveis.

Pagina 21 de 21

Sou Corretor de Imóveis

SEJA UM PARCEIRO

Se sua empresa deseja falar com a comunidade de Corretores de Imoveis de todo Brasil, entre em contato conosco, podemos elaborar um projeto personalizado para atender suas necessidades. Saiba Mais

ENTRE EM CONTATO

  • Av. Ibirapuera, Nº2120
  • Cep: 04028-001, Conj. 71
  • Bairro Moema, São Paulo
  • +55 11 9899-4399